Espaço de convívio e partilha de notícias e opinião entre baguinenses e/ou sobre Baguim do Monte. Blog que se pretende plural alimentado por co-autores. Envio de notícias ou artigos de opinião para publicação: BaguimdoMonte@sapo.pt
Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2006
Baguim - Concelho de Rio Tinto?
A nossa freguesia foi fundada em 1984, até aí éramos um lugar da Freguesia de Rio Tinto, apesar de termos hoje espaço territorial que pertencia anteriormente a outras freguesias. Ao longo de mais de 20 anos, ganhamos espaço próprio e uma relativa independência. Criaram-se todas as infra-estruturas que uma freguesia digna desse nome deve possuir. Em 1995 foi criada a cidade de Rio Tinto, que incorpora a nossa freguesia e a que dá o nome à cidade. Sempre que há eleições autárquicas em Rio Tinto, o assunto da criação do concelho é abordado na primeira reunião da respectiva Assembleia de Freguesia. Pelas minhas contas, este órgão já aprovou a criação do concelho pelo menos quatro vezes. Já no ano da graça de 1867 foi criado o concelho de Rio Tinto, tendo sido extinto cerca de um ano depois. Tenho falado com muitas pessoas a respeito deste tema e tenho encontrado opiniões muito divergentes. Não tendo (ainda) uma opinião pessoal fundamentada a respeito deste assunto, gostaria de enumerar aquelas que fui ouvindo, deixando aos leitores deste espaço a oportunidade de se pronunciarem a respeito de tão importante tema. 1. Rio Tinto a Concelho já, com Baguim do Monte como uma das freguesias do mesmo. 2. Rio Tinto que seja concelho, se quiser. Isso é um problema de Rio Tinto, nós estamos muito bem no concelho de Gondomar e não queremos mudar. 3. Já há concelhos que chegam e sobram. Não queremos mais nenhum. 4. Só faz sentido a criação do concelho de Rio Tinto se o espaço a criar tenha os 25 Km2 exigidos por lei (Rio Tinto e Baguim do Monte são cerca de 15); pelo que só faz sentido pensar neste concelho se formos "buscar" território a Fanzeres ou a Ermesinde. Estas são apenas algumas das opiniões que fui ouvindo. Muito gostava de ler aqui a opinião dos principais responsáveis pela nossa política local. Cumprimentos, José Pinto


publicado por BaguimdoMonte às 14:26
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De Anónimo a 17 de Fevereiro de 2006 às 20:03
Relativamente a este assunto, também não posso dizer que tenho opinião formada. Mas numa primeira análise penso que Baguim iria perder com a criação de um novo concelho. Desde logo porque isso implicaria a criação de uma série de infraestruturas que com certeza iriam ficar localizadas no centro de Rio Tinto. Outra questão que me ocorre refere-se às freguesias que iriam ser criadas: será que o território de Baguim iria ser dividido? Penso que a população de Baguim sempre se sentiu dependente de Rio Tinto, situação que se alterou com a criação da freguesia. Não sei até que ponto as pessoas aceitariam de novo uma ligação mais forte a Rio Tinto. Estranho que os defensores da criação deste novo concelho não tenham representantes em Baguim, talvez esta situação já traduza algum do sentimento dos baguinenses.... Uma vez que o presidente da Junta de Baguim escreve regularmente neste blog, gostaria que deixasse aqui a sua opinião relativamente a este assunto. CumprimentosC.
</a>
(mailto:cgonçalves@hotmail.com)


De Anónimo a 17 de Fevereiro de 2006 às 20:33
Esta questão é interessante.... De facto também tenho as minhas dúvidas. Se, por um lado a criação de um novo concelho implica novas eleições e isso só podia ser bom para Rio Tinto e para Baguim, por outro lado é dificil subscrever a opinião de que o concelho de Rio Tinto seja uma boa solução para o povo de Baguim do Monte. Também gostava de ver a opinião das pessoas que mandam nos politicos e nos partidos. Especialmente a do Sr. Padre, que é, aparentemente, o principal conselheiro do nosso presidente socialista, com quem está em plena sintonia.

Clara Marques
(http://www.ctt.pt)
(mailto:clarammarque@ctt.pt <clarammarque@ctt.pt)


De Anónimo a 20 de Fevereiro de 2006 às 22:20
O problema maior para a criação do Concelho de Rio Tinto está precisamente em Rio Tinto, a freguesia. / / / / /
Com tantos anos a protestar contra a centralidade de Gondomar (S. Cosme) acabou por tomar para si esses mesmo defeitos que passou a exercer sobre os lugares periféricos que ainda lhe pertencem e mais acentuadamente sobre Baguim do Monte, a quem nunca perdoará a secessão (veja-se a dificuldade no estabelecimento das fronteiras!). / / / / /

Por outro lado, e no que a Baguim diz respeito, convenhamos que Rio Tinto não tem sido nada ajudado nesta emancipação, logo desde o início, na criação, por destaque, da freguesia de Baguim do Monte. Como que para disfarçar essa mesma separação, tentaram manter as duas freguesias ligadas pelo próprio nome - sim, o entre parêntesis!; depois, na elevação de Rio Tinto a Vila, e mais tarde a cidade, porque que carga de água é que tinham os deputados de lá meter as duas freguesias?! / / / / /
Depois, porque a denominação da Freguesia é a mesma da Cidade, estas duas entidades fundem-se e sobretudo confundem-se! (Lembram-se de acusar S. Cosme de se querer chamar Gondomar?...). / / / / /

Quem quiser e puder que me responda e/ou elucide nestas questões, de entre tantas outras: / / / / /
1. Qual é a diferença, até onde vai a Freguesia e onde começa a cidade?
2. O Brasão da Freguesia de Rio Tinto tem cinco castelos, porquê?
3. Porque é que as infra-estruturas para a Cidade têm de ser feitas na freguesia de Rio Tinto?
4. Porque é que para eventos claramente locais aparece tantas vezes a designação de "Cidade de Rio Tinto"?
/ / / / /
Mas a razão maior para a minha relutância em aceitar Baguim no concelho de Rio Tinto é porque eu reconheço a vida de resistência de tanta e tanta gente, que ao longo dos tempos,e nas mais variadas áreas, incluindo a cultural e religiosa, sempre se sentiu posta de lado por Rio Tinto, e acabou por ter de fazer a sua vida quer em Baguim, quer noutros lugares.
/ / / / /
Felizmente tem conseguido, não só noutras terras, como sobretudo em Baguim do Monte. Esforço conseguido primeiro com a criação da Paróquia de Baguim, e mais tarde reconhecido com a criação da Freguesia de Baguim do Monte.
/ / / / /
Será assim para sempre?
Sabemos que a tendência actual é de fusão e/ou extinção de autarquias.
Nem as distâncias são já razão para o que quer que seja; as ligações viárias e de comunicação aproximam-nos cada vez mais.
E quem sabe se uma redefinição municipal do país, passando mesmo pela abolição das freguesias, substituídas por concelhos menores, não resolveriam melhor as dificuldades das populações...
/ / / / /
Será assim para sempre?
Não vejo nos próximos tempos alteração no estatuto de Rio Tinto...
Pessoalmente, não estou nem posso estar interessado nisso. Se tiver de me afirmar, será pela retirada das palavras "Rio Tinto" do nome da minha freguesia. E se puder assistir à saída da cidade, tanto melhor.
/ / / / /
Será assim para sempre?
Rio Tinto deveria afirmar primeiro a sua freguesia.
Rio Tinto deveria antes preocupar-se em aceitar o lugar próprio de Baguim do Monte como freguesia igual a si, como um filho - criado longe de si - mas como um filho já com maioridade, e a quem tem de compensar pelo que não lhe deu quando devia!
/ / / / /
E, quem sabe?
Talvez um dia Baguim do Monte, talvez um dia eu próprio, redescubramos Rio Tinto!
/ / / / /
Cumprimentos. Adélio Silva
Adelio Silva
</a>
(mailto:nomail@nomail.com)


Comentar post